a
 Início | Minutas de Ofícios | Ramais DRE | E-Mail das Escolas | Previsão do Tempo | Busca no SiteFale com a DRE
a
a
Artigos
a


VIDA DE PROFESSOR

O professor de português em inúmeros momentos se questiona sobre as estratégias que deve usar para estimular nos alunos o prazer da leitura, o interesse pelas possibilidades que o uso da a língua oferece, o conhecimento das diferentes formas de construção do texto.
O desenvolvimento de um aluno sobre o ensino de língua portuguesa na escola, na sociedade em que vive, em um grupo social com o qual se troca experiências e se comunica, ao mesmo tempo que absorve os conhecimentos acumulados dentro do grupo ao longo da sua vida. È a linguagem que torna possível essa interação, que tem entre suas funções, a comunicação,a representação do mundo,a transmissão de informações, possibilitando a intenção entre membros de uma sociedade.

As pessoas em situações diferentes interagem, e procuram atingir objetivos, estabelecer relações, causar efeitos, desencadear comportamentos e atuam de maneira determinada dentro de seu grupo social.

O conhecimento do sistema logístico se dá pelo intermédio da linguagem que envolve vários níveis de organização linguística, que através de se comunicar desenvolve em si a produção de imagens e conhecimento se dá pela compreensão e organização do sistema linguístico.

A incorporação de diferentes mídias a comunicação cotidiana vem através do conhecimento de mundo, que è um processo construído ao longo das experiências de vida.

A língua existe para ser usada, portanto a língua portuguesa não deve ser abordada como uma herança pronta mais como um instrumento de um produto histórico- social como fruto do trabalho de seus falantes, cidadãos brasileiros "ensinar português"  "renovar e aprender português" e ampliar as habilidades de leitura e a capacidade de expressão.

As pessoas utilizam diferentes estratégias para atingir seus objetivos, de acordo com a situação, o lugar, o veículo, o interlocutor, o mesmo conteúdo pode assumir formas textuais bem distintas em função das diferentes variáveis relacionadas ao contexto de produção.

O texto deve ser abordado e interpretado de formas diferentes, assim como um discurso político, uma charge, textos humorísticos, uma reportagem e textos literários serão vistos de forma individual de cada aluno e cada aluno tem sua própria opinião observando esta interação com o texto, o aluno produz diferentes leituras e tudo vai depender do meio em que ele está inserido  e do seu grau de compreensão .

Deve favorecer ao aluno  o trabalho de produção de textos e leitura para que construa uma interação e transmissão de idéias para incorporar a sua própria identidade.

Para uma abordagem do texto em sala de aula  é necessário propor diferentes atividades que evidenciam os processos de construção lingüística, que são coerência, sintagmas, paradigmas e contextualização.

Contexto de produção onde a situação em que o texto foi produzido bem como suas inferências podem ser realizadas a partir do conhecimento de mundo dos participantes do ato de comunicação.

O conjunto de elementos que atuam na imprensa do texto constitui o contexto de produção.

Tempo: A realização de determinadas inferências, com base nas informações explícitas e implícitas correspondem as diferenças temporais.

Lugar social- escola: Posição social do produtor e do receptor na interação cada leitor estabelece um tipo bem peculiar de interação com o texto de acordo com seu papel social.
Objeto da interação: acontece quando è dirigida por uma situação social entre as pessoas.

Canal veículo: acontece quando duas pessoas compartilham o mesmo espaço físico.

Grau de formalidade da situação: quando o grau de intimidade entre  os interlocutores definem o assunto.

Implícitos: acontece quando e preciso que o leitor realiza inferências, e quando o ouvinte pode reconhecer as palavras, mas ser incapaz de perceber satisfatoriamente o sentido do texto.

Gêneros textuais: refere-se aos textos encontrados  na vida diária; não apresenta rigidez.

Modos de organização do discurso: se dá para definir a natureza lingüística da composição.

Narração: se dá quando relata fatos que ocorreram em determinado tempo e lugar.

Exposição: tem finalidade de apresentar informações detalhadas sobre um determinado tema.

Injunção: tem como objetivo detalhar.

Diálogo: tem o objetivo de reproduzir a troca de idéias e informações sobre determinado assunto entre dois ou mais interlocutores.

Progressão temática: è a forma como se encadeiam as idéias que contribuem para o desenvolvimento do tema.

Elementos relevantes para a coerência textual.

Informatividade: é um dos fatores constitutivos da coerência textual.

Intertextualidade: considerada por alguns autores como uma das condições para a existência de um texto, a intertextualidade se destaca por relacionar "um texto concreto com a memória textual coletiva, a memória do grupo ou de um individuo especifico".

Inserção histórica: quando expressa o momento de produção e os ideais e concepções de um determinado grupo social.

Seleção de condições vocabular: tem papel fundamental na coerência textual.

Referenciação: o leitor constrói a coerência textual a partir das marcas de relações de continuidade.

Encadeamento textual: e a organização textual pressupõe que os enunciados se inte-relacionem de modo a garantir a seqüência lógica do texto e a interdependência entre as idéias que constituem o desdobramento temático.

Estruturação textual: é um texto em geral, constituído por parágrafos, que o autor vai encadeando com o intuito de desenvolver uma idéia, uma argumentação.

Modo de organização discurso - argumentativo: quando argumenta e defende um ponto de vista a respeito de determinado assunto e procura influenciar o leitor, convence-lo por meio de recursos argumentativos.

Coerência: quando existe a interação entre autor/texto/leitor e determinante na construção do sentido.

Maria Elza Peixoto, é professora com formação em Letras e respectivas Literaturas, especialista em Literatura Brasileira e Língua Portuguesa, e mestranda do curso de Ciências da Educação na UAA - Universidade Autônoma de Assunção - PY; atualmente é professora de Língua Portuguesa e Língua Inglesa no Colégio Estadual Adolfo Bezerra de Menezes na cidade de Araguaína, possui dezessete anos de experiência em sala de aula.

<< Voltar

Print Friendly and PDF

Links Relacionados:

P  Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE.

a
© 2007-2018 | Diretoria Regional de Ensino de Araguaína - Av. dos Engenheiros, 337, Setor Jardim Paulista - Araguaína - TO - CEP 77809-320
a


Loading